Escolha uma Página

Mais que um blog, uma fonte de insights.

Receba gratuitamente as atualizações em primeira mão!

Fique tranquilo, jamais divulgaremos seu e-mail!

O conceito de Lean Analytics vem se mostrando de grande importância para as empresas que buscam acelerar o seu crescimento através do uso de dados. Para estudar essa metodologia, podemos usar como base o livro Lean Analytics: Use data to build a better startup faster, escrito por Alistair Croll and Benjamin Yoskovitz, que se tornou uma grande referência sobre o assunto.

O Lean Startup ajuda você a estruturar seu progresso e identificar as partes mais arriscadas de sua empresa, e depois aprender sobre elas rapidamente para poder se adaptar. O Lean Analytics é usado para medir esse progresso, ajudando você a fazer as perguntas mais importantes e obter respostas claras rapidamente.

Ou seja, o Lean Analytics é uma metodologia que contribui no momento de encontrar insights para estruturar o crescimento de uma empresa dirigida por dados. Trata-se de uma ótima forma de compreender exatamente quais dados são importantes, por que esses dados devem ser acompanhados e como rastreá-los.

Ao longo deste artigo vamos entender melhor o conceito de Lean Analytics e como essa metodologia pode acelerar o crescimento da sua empresa. Confira!

 

O que é o Lean Analytics?

O Lean Analytics é uma metodologia muito conhecida pelo conceito de “The One Metric that Matters” (A Única Métrica que Importa). Ou seja, o foco da empresa se volta para uma única métrica que realmente é importante para levá-la a alcançar os seus objetivos – alternando essa métrica ao longo dos meses.

A ideia central por trás do Lean Analytics é a seguinte: conhecendo o tipo de negócio que você é e o estágio em que você está, você pode acompanhar e otimizar as métricas usadas para a sua empresa naquele momento específico. Ao repetir esse processo, você consegue superar muitos dos riscos inerentes a empresas ou projetos em estágio inicial, evita o crescimento prematuro e cria uma base sólida de necessidades reais, soluções bem definidas e clientes satisfeitos.

O Lean Analytics é uma parte essencial do conceito de Lean Startup – que é um conjunto de estratégias para promover o crescimento com um pensamento enxuto. Trata-se de uma análise que também é feita de forma enxuta, focando na avaliação de o que medir, quando, por que e como.

 

Por que essa abordagem importa para as empresas?

O Lean Analytics é uma abordagem que pode ter uma grande importância dentro das organizações brasileiras. Separamos quatro ótimos motivos que ajudam a compreender isso:

  1. O Lean Analytics ajuda a responder a pergunta mais importante que você tem. Em vez de tentar responder a cem perguntas diferentes e fazer malabarismos com um milhão de coisas, você precisa identificar as áreas quais são as perguntas que realmente importam. Quando você descobre essa pergunta, então pode definir a melhor métrica para acompanhar.
  2. Você consegue definir objetivos claros. Depois de identificar o problema principal no qual você deseja se concentrar, é necessário definir metas. Você precisa de uma maneira de definir o sucesso.
  3. Foco de toda a empresa. O Lean Analytics é uma forma de conseguir voltar o foco de toda a organização para o que realmente importa – conseguindo mobilizar os esforços de todos os colaboradores.
  4. Incentivo a uma cultura de experimentação. Para que você consiga implementar um ciclo baseado na mensuração e aprendizado é preciso encorajar a experimentação. Isso levará a pequenas falhas, mas você não pode punir isso. Muito pelo contrário: o fracasso que vem do teste planejado que permite o aprendizado. Todos na sua organização devem ser inspirados e incentivados a experimentar – colocando em prática uma cultura de aperfeiçoamento constante.

 

O que faz uma boa métrica?

Para que seja possível definir uma métrica para acompanhar, é fundamental que você saiba como identificar quais métricas realmente são boas para a sua empresa, não é? Veja algumas das principais características de uma métrica que gera benefícios para a sua empresa:

  • Ajuda a conquistar os objetivos traçados para o negócio
  • É possível compará-la com as métricas de outros períodos
  • É facilmente compreensível
  • Deve ser uma proporção ou uma taxa – e não números absolutos
  • Deve ajudá-lo a mudar o seu comportamento para obter melhorias

 

Tipos de Métricas

Outra maneira de lidar de uma forma ainda mais positiva com as métricas usadas pela sua empresa no Lean Analytics é conhecer os tipos de métricas que existem. Existem diversas divisões que podem ser feitas para entendê-las melhor:

Quantitativa x qualitativa

  • Quantitativa: trata-se de análise de números
  • Qualitativa: representa uma avaliação mais subjetiva baseada em informações como entrevistas com clientes

Geralmente, é possível descobrir as coisas qualitativamente e prová-las quantitativamente.

Vaidade x acionáveis

  • Métricas de vaidade: fazem com que você se sinta bem, mas não mudam como você age
  • Métricas acionáveis: ​​são aquelas que mudam seu comportamento

Exploratória x relatório

  • Métricas de relatórios: são as métricas gerenciais do dia-a-dia que informam o desempenho da sua empresa
  • Métricas exploratórias: são especulativas e contribuem para encontrar insights desconhecidos

 

Os estágios do Lean Analytics

O Lean Analytics pode ser dividido em cinco estágios:

  1. Empatia, quando você deve identificar um problema tão doloroso que as pessoas estão dispostas a pagar por uma solução
  2. Aderência, quando você encontra uma solução para esse problema que pode ser moldada de forma que o público pague para adquiri-la
  3. Viralidade, que representa o estágio em que você consegue oferecer uma solução capaz de manter o público interessado
  4. Receita, quando os usuários e recursos alimentam o crescimento de forma orgânica e artificial
  5. Escala, é o estágio em que você consegue emplacar um negócio sustentável e escalável com as margens certas em um ecossistema saudável

 

O ciclo do Lean Analytics

O ciclo do Lean Analytics é um processo simples de quatro etapas que mostra como melhorar uma parte do seu negócio:

  1. Metrics (métricas)
  2. Hypothesis (hipóteses)
  3. Experiment (experimentos)
  4. Act (ação)

Primeiro, você descobre o que você quer melhorar; então você cria uma experiência; então você executa o experimento; então você mede os resultados e decide o que fazer. Trata-se de uma linha muito lógica para colocar em prática os conceitos que vimos ao longo deste artigo.

 

O futuro da sua empresa está nos dados

O Lean Analytics é mais uma das abordagens que utilizam os dados como protagonistas na gestão empresarial. Com tantas informações ricas à disposição, é fundamental que a sua organização saiba como extrair o máximo delas – promovendo o crescimento do negócio e alcançando vantagens competitivas muito importantes no mercado.

Será que a sua empresa é madura o suficiente em relação ao uso de dados nas tomadas de decisão? Descubra respondendo o nosso teste!

Head de Marketing at Oncase | lucas.franca@oncase.com.br